Planejando a Viagem para o Peru

FotorCreated

Ei pessoal, se preparem que o post será longo! 🙂

Quem nos acompanha no insta (não segue a gente lá ainda? Segue, segue >> @resolvipostar) sabe que eu estava no Peru curtindo minhas lindas férias, haha. Pois então, voltei e quero compartilhar tudo aqui com vocês. Como foi uma viagem com bastante detalhe e logística, pensei em contá-la para vocês por algumas partes, para que fique tudo o mais completinho possível. O que acham? Neste primeiro post resolvi contar do meu planejamento geral mostrando como ficou o roteiro e os meus gastos, indicar os hotéis, agências que contratei, algo bem informativo para vocês terem uma ideia de como foi montado e depois, quero detalhar sobre as cidades que passei, os lugares que visitei que com certeza me surpreenderam e me fizeram se encantar por esse país tão singular e com tanta diversidade. Vem comigo!

16 DIAS NO PERU – ROTEIRO & GASTOS

#1. Dia 11/06 – Saída do Brasil e Chegada em Cusco.

20160612_024547543_iOS

Como muitos sabem, para os que não estão acostumados com a altitude, é muito importante reservar o primeiro dia para aclimatização, a fim de evitar o soroche (mal da altitude), portanto, é fundamental descansar, comer coisas leves (a digestão na altitude demora muito mais), beber chá de coca ou/e mastigar a folha de coca. Lembre-se também de junto ao chá de coca, beber muita água, pois ele é diurético e portanto é necessário repor o líquido perdido. Deixe esse dia livre, sem fazer muito esforço físico, para que nos próximos dias você consiga aproveitar melhor sua viagem.

  • Hospedagem (Los Aticos B&B – 02 diárias): R$ 254,00 para duas pessoas.
  • Passagem aérea (Avianca – RJ x Cusco | Lima x RJ): R$ 1.326,60

#2. Dia 12/06 –  Conhecendo o Centro de Cusco a pé. 

IMG_3532

O segundo dia foi destinado às andanças, claro que devagar, sem compromisso, tudo para ajudar no processo de aclimatização. Aproveitamos também para comprar o Boleto dos Parques, que é obrigatório para a maioria dos passeios que você vai realizar em Cusco, como o Vale Sagrado, por exemplo.

Programação do dia: Mercado de San Pedro (porém, domingo não abre, deixe para visitar durante a semana!) > Plaza de San Francisco > Plaza de Armas (principal) > Bairro San Blás > Pedra dos 12 Ângulos > Plaza de San Blás > Convento de San Domingo

  • Boleto dos Parques (16 atrações): 70 soles (meia) | 130 soles (inteira) – Quem for estudante no Brasil, até 25 anos, apresentando a carteirinha consegue comprar meia. Vale muito a pena!
  • Entrada do Convento San Domingo: 8 soles (meia) | 17 soles (inteira) – Vale também para estudantes brasileiros com até 25 anos.

#3. Dia 13/06 – Valle Sagrado (Pisac & Ollantaytambo) + Águas Calientes 

IMG_3625

No terceiro dia iniciamos o primeiro passeio do boleto, a ida para o Valle Sagrado dos Incas. Neste passeio, também se incluí Chinchero, porém como íamos pegar o trem em Ollantaytambo para Águas Calientes à noite, não fizemos este.

O passeio é a porta de entrada para Machupicchu, assim como nós, muitos preferem fazê-lo e já seguir para Machupicchu, a outra opção seria fazer o passeio completo e retornar para Cusco e no outro dia pegar um trem direto à Águas Calientes (cidade mais próxima para chegar em Machupicchu).

  • Passagem de Trem (PerulRail – Ollantaytambo x Águas Calientes x Ollantaytambo): R$ 516,21. Duração: 1:45. Pegamos o último horário de saída nos dois trechos, preferimos esperar um pouco até o embarque, do que correr o possível risco de fazer tudo correndo!
  • Hospedagem em Águas Calientes (Hotel Golden House Inn – 1 diária): R$ 145,54 para duas pessoas.
  • Agência Peru Travel – Transporte para o Valle Sagrado + Guia no Vale Sagrado + Almoço no Valle Sagrado + Guia em Machupicchu + Transporte de Volta (Ollantaytambo x Cusco): 115 soles por pessoa.

 #4. Dia 14/06 – Huaynapicchu + Machupicchu + Retorno para Cusco.

IMG_3790

Depois de bem aclimatizados, deixamos o passeio mais esperado para o quarto dia. Os ingressos devem ser comprados com antecedência (pelo menos 1 mês antes) via internet – nós compramos o nosso pelo site TicketMachupicchu e foi bem tranquilo, existem outros sites que dá problema na hora de passar o cartão, mas esse compramos direto, sem maiores dores de cabeça.

Na hora da compra você pode escolher se quer fazer Machupicchu + Huaynapicchu, apenas Machupicchu ou Machupicchu + Montaña, nós optamos pela segunda opção que é, inclusive, a mais concorrida, portanto, não deixe para comprar seu ingresso em cima da hora. No momento da compra você escolhe a opção de horário para entrar em Huaynapicchu, existem dois grupos, nós escolhemos o primeiro que era de 7am às 8am, portanto, poderíamos entrar no parque durante período, mas tínhamos que estar de volta antes das 10am, para permitir a entrada do outro grupo. Existe um controle bem rígido para garantir que ninguém ultrapasse o limite de visitantes.

  • Ingresso Machupicchu + Huaynapicchu: R$ 294,78 por pessoa.

A subida dura em média 2 horas cada trecho e é feita na altitude, portanto, sim, cansa! Tem poucas partes planas e bastante subidas estreitinhas também, mas o visual vale a pena o esforço. Lá de cima é possível ver Machupicchu de frente e é lindo! Importante: Leve água, algum lanche, lenços umedecidos, protetor solar e óculos de sol.

Para voltar de Ollataytambo à Cusco, é possível pegar Van, transporte público deles que fica próximo à estação de trem e custa 10 soles (na chegada da estação se vem várias), ou contratar antes em Cusco, junto com a agência um transfer compartilhado também, porém alguém da agência vai lá te receber e custa em torno de 25 soles. O trajeto de retorno dura em torno de 2 horas.

OBS: Nós contratamos o serviços de transfer da agência porém tivemos problema com eles, aconteceu alguma coisa com o transporte que iria nos buscar, que o mesmo não chegou, portanto, nos colocaram em uma dessas Vans públicas, ficamos mais de 1 hora esperando para sair, sem nenhuma explicação pertinente do que estava acontecendo. No dia seguinte, voltamos na agência, explicamos nossa insatisfação e eles cobraram apenas o valor da Van pública que era 10 soles e fomos ressarcidos de 15 soles que tínhamos pago. Notei muito isso nos passeios que fizemos com agência lá, todos os passeios saiam atrasados, pareciam meio bagunçados, achei a logística em Cusco e Arequipa péssima, mas no final sempre acabava dando tudo certo.

#5. Dia 15/06 –  Recuperando as Energias + Cristo Blanco + San Pedro Market

20160615_203506983_iOS

Retornamos à Cusco e resolvemos trocar de hotel. Para irmos às Águas Calientes deixamos nossas malas no Hotel Los Aticos (lá é comum fazer isso, acredito que todos os hotéis guardem suas bagagens quando se vai para Machupicchu), porém na volta resolvemos pegar um hotel melhor já que estaríamos bem cansados e queríamos um pouco de conforto, escolhemos o Terra Viva Saphi e foi a melhor decisão, pois estávamos destruídos de toda viagem.

  • Hospedagem (Terra Viva Saphi – 04 diárias): R$ 1.290,00 para duas pessoas.

Como a volta é bem cansativa, reserve esse dia para repousar. Acorde a hora que quiser, deixe para andar por Cusco, fazer algo mais leve. Nós aproveitamos para comprar algumas lembrancinhas nas tantas barraquinhas de artesanato que se ver por lá. Resolvemos também ir à tarde no Cristo Blanco e terminar o dia no Mercado de San Pedro. Optamos por pegamos um táxi que nos cobrou 20 soles para subir, nos esperar e descer novamente com a gente. É o mirante mais famoso de Cusco e é bem bonito lá de cima, da pra ter uma vista ótima da cidade.

OBS: Táxi no Peru é muito barato, para chegar no Cristo Blanco não é tão pertinho assim, ele ainda nos esperou pelo tempo que queríamos e nos deixou na volta no Mercado de San Pedro. Lá não tem taxímetro, portanto negocie com eles sempre!

#6. Dia 16/06 – Maras e Moray + Convento Santa Catalina 

IMG_3841

Contratamos com a agência América Expeditions, incluindo Transporte e Guia nos sítios arqueológicos. O passeio dura meio período (9h às 15h), para a entrada em Moray é necessário o Boleto, aquele que comprei no início da viagem. Na volta para Cusco tivemos o dia livre e resolvemos ir no Convento de Santa Catalina.

  • Entrada Salina de Maras: 10 soles
  • Agência América Expeditions – Transporte + Guia para os passeios: 35 soles.
  • Entrada Convento Santa Catalina: 4 soles (meia) | 8 soles (inteira)

#7. Dia 17/06 – Vale del Sur (Tipón & Pikillacta) + Ida para Arequipa 

IMG_3844

Contratamos a mesma agência do passeio anterior e pelos mesmos serviços também pagamos o mesmo preço, porém neste passeio se faz necessário apresentar apenas o boleto turístico para a entrada. Ele tem a mesma duração também (9h às 15h). Na volta, retornamos ao hotel, arrumamos nossas coisas, descansamos um pouco e fomos para rodoviária pegar o ônibus para nosso próximo destino: Arequipa!

  • Agência América Expeditions – Transporte + Guia para os passeios: 35 soles.
  • Passagem de ônibus (MovilTours): R$ 96,83. Duração: 8 horas.

#8. Dia 18/06 – Chegada e City Tour em Arequipa. 

20160619_005147502_iOS

Chegamos bem cedinho em Arequipa (6am), pegamos um táxi e fomos direto para nosso Hotel Casa Consuelo tentar fazer o check in mais cedo, por sorte eles nos disponibilizaram o quarto bem antes, pena que o quarto era um ovo, haha sério nem cabiam nossas malas direito. Descansamos um pouco e depois pedimos para trocar por um quarto maior por um custo adicional e enquanto faziam a troca, fomos caminhar pela Plaza de Armas da cidade em busca de agências para compramos os passeios que faríamos na cidade.

Escolhemos começar com o City Tour às 11:30, mas existem outras opções de horário, bem como passeios completos ou de meio períodos.

Programação do Passeio: Mirador de Yanahuara > Mirador de Carmem Alto > Tradicional loja de Alpacas > Parada para almoço (pago à parte) > Casa do Fundador  da cidade (estava tendo um casamento no dia e não foi possível entrarmos) > Sambadía

  • Hospedagem (Hotel Casa Consuelo): R$ 221,84 para duas pessoas + U$ 6 dólares para upgrade no quarto.
  • Táxi (Rodoviária x Hotel): 8 soles
  • City Tour (Agência Tahuantinsuyo): 40 soles por pessoa.

#9. Dia 19/06 – Cânion Colca

IMG_4022

Se você está em Arequipa, faça esse passeio! Muitos vão apenas para ver o voo do Condor, mas o lugar é muito mas que isso, é realmente lindo e vale a pena. Compramos com a mesma agência do City Tour e fechamos um pacote com tudo. É um passeio cansativo, pois tem que sair bem cedo do hotel (2:30am), são algumas boas horas de viagem até a primeira parada e o retorno é no final do dia, mas com várias paradas ao longo do trajeto.

Programação do Passeio: Chivay > Maca > Crul del Condor > Yanke (águas termais) > Parada para Almoço > Patapampa View > Reserva Nacional de Salinas e Aguada Blanca.

  • Agência Tahuantinsuyo – Transporte + Guia + Almoço: 80 soles por pessoa.
  • Ingresso no Parque Nacional (Cânion): 40 soles (pago lá) por pessoa.

#10. Dia 20/06 – Saída de Arequipa + Chegada em Huaraz. 

Esse foi um dia perdido para gente. Pegamos um avião super cedinho para Lima, com duração de 1 hora e 10 minutos. Chegando lá pegamos um táxi e fomos direto para a rodoviária da MovilTours pegar o ônibus para Huaraz, que tem um trajeto de 8 horas.

  • Passagem aérea (Peruvian – Arequipa x Lima): R$ 402,00
  • Passagem de ônibus (Moviltours – Lima x Huaraz x Lima): R$ 181,18
  • Táxi (Aeroporto Lima x Rodoviária): 60 soles.
  • Hospedagem em Huaraz (El Jacal – 03 diárias): R$ 400,00 para duas pessoas.

#11. Dia 21/06 – Wilcacocha Lake.

20160621_165657659_iOS

Em Huaraz, reservamos três dias de treks para conhecermos três lagoas diferentes e lindas de lá. Mas obviamente, estamos falando de trilhas na altitude, é muito importante estar aclimatizado. Quem for começar por aqui, aconselho separar alguns dias livres para se adaptar. Fechamos os três passeios com a Inkalands Treks e foi a melhor coisa que fizemos. A empresa é maravilhosa, super prestativos. Nos buscaram e levaram para rodoviária sem custo adicional, sempre faziam ótimos almoços e eram super atenciosos, a Edita, um amor de pessoa!

Começamos pela Lagoa Wilcacocha que é super fácil para aclimatização, com duração apenas de meio período. O carro te leva até ela, mas você pode fazer a pé se quiser (uma subida de umas 2 horas) e depois é possível andar acerca dela. Visual Incrível!

  • Inkaland Treks – Guia Privativo + Transporte + Refeição: US$ 65 por pessoa.

#12. Dia 22/06 – Laguna 69 & Llanganuco Lakes

IMG_4164

Esta seria nosso último trek pois é a mais difícil e demorada, porém, como estávamos há bastante tempo pelas altitudes, resolvemos colocá-la no segundo dia e foi a melhor coisa que fizemos, pois no dia seguinte teríamos que pegar o ônibus de volta a Lima e sério, cheguei podre desta trilha. Não tinha condições de ter que sair correndo ainda para encarar uma estrada de 8 horas. Mas sim, compensa. O lugar é mágico, lindo, nem parece que existe. Ela dura em média 6 horas para subir e descer e eu levei umas 7 horas e meia!

No caminho, ainda de carro até o ínicio da trilha da Lagoa 69, passamos pelo lago Llanganuco que é lindo e também pode ser uma opção de lagoa para visitar, escolhendo ir nela é possível subir e ter a vista da lagoa lá de cima.

  • Inkaland Treks – Guia Privativo + Transporte + Refeição: US$ 80 por pessoa.

#13. Dia 23/06 – Laguna Parón + Retorno para Lima. 

IMG_4192

E por fim, a que seria em nosso segundo dia, a Laguna Parón. Belíssima! E também super tranquila, maior parte é feito de carro e um visual de tirar o fôlego. Na volta ainda paramos para tomar sorte em uma cidadezinha próxima.

  • Inkaland Treks – Guia Privativo + Transporte + Refeição: US$ 85 por pessoa.

#14. Dia 24/06 – Chegamos em Lima! 

20160624_212042274_iOS

Chegamos em Lima cedinho (6am) e fomos direto para o Hotel Luxury Inkari, que infelizmente não nos deu o early check in free, por isso tivemos que pagar um valor adicional de meia diária. Deixamos as coisas lá e fomos descansar algumas horinhas, a final estávamos mortos das trilhas e da longa viagem de volta.

Ainda na parte da manhã fomos até o centro para ver se achávamos alguma agência, pois queríamos fazer um bate e volta no dia seguinte para Paracas (Ilhas Balestras), porém, sério, em Lima é o oposto das outras cidades do Peru e não achamos praticamente agência, e as que achamos o valor era muito alto, então resolvemos abortar essa ideia e ficar os três dias por lá mesmo.

Programação do dia: Plaza de Armas > Convento de São Francisco > Shopping Larcomar > Parque do Amor

  • Entrada Convento de São Francisco: 1o soles (inteira) | 5 soles (meia)
  • Hospedagem (Luxury Inkari – 02 diárias):  R$ 765,060 para duas pessoas + U$ 35 adicional do early check in.

#15. Dia 25/06 – Miraflores + Pirâmede de Huaca Pucllana + Bairro Barranco + Circuito Mágico das Águas 

20160626_131514000_iOS

Em nosso penúltimo dia na cidade, resolvemos andar um pouco pelo bairro que estávamos hospedados (Miraflores) e fomos seguindo até a Pirâmede de Huaca Pucllana, que é basicamente um sítio arqueológico no meio da cidade.  De lá, meu namorado começou a se sentir um pouco mal, voltamos para o hotel para descansar e no final da tarde fomos até o Bairro Barranco, que é a parte boêmia de Lima, andamos por lá, fomos até a ponte dos Suspiros e tomamos uma cervejinha antes de partir para o Circuito Mágico das Águas, localizado no Parque da Reserva. Imperdível, muito legal mesmo!  Chegamos antes das 7pm para pegar a atração das 7:15pm.

  • Entrada Pirâmede de Huaca Pucllana: 12 soles (inteira) | 6 soles (meia)
  • Entrada do Circuito das Águas: 4 soles.

#16. Dia 26/06 – Último dia e deu ruim!

20160624_205713780_iOS

Então, nosso roteiro em Lima foi bem modificado. Eu e meu namorado pegamos alguma infecção lá, não sabemos ao certo o que foi, que nós dois passamos bem mal na viagem, fizemos esses dois últimos dias aos trancos e barrancos, tanto que nosso voo era somente à noite, tínhamos o dia inteiro para sair, repetir algo, mas não rolou. Ele já estava um pouco melhor, mas eu estava basicamente de cama, tentei andar pelas redondezas um pouco, mas tive que voltar para o hotel. Portanto, a viagem terminou bem mal :(, pelo menos foi no final dela, né? rsrs.

É isso pessoal, ainda terão alguns posts sobre o Peru, nos próximos quero contar melhor sobre minhas experiências, falar um pouco mais sobre cada lugar, portanto, para ficar mais fácil, vou dividir por cidades, ok?

E deixem aqui nos comentários o que acharam, quem já foi para o Peru me conte suas experiências, roteiros, quero muito saber ! =)

Por: Vanessa Lucena

Facebook | Instagram | Twitter | Google+ 

Anúncios

7 comentários sobre “Planejando a Viagem para o Peru

  1. Pingback: Cusco: O Berço da Civilização Inca |

  2. Pingback: Nossas 12 primeiras impressões sobre o Peru – VIVA PELO MUNDO

  3. Pingback: 12 primeiras impressões do Peru – VIVA PELO MUNDO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s